FAQ

Perguntas mais frequentes:

  1. O que é transmissão por streaming?
  2. Por que a Sens utiliza streaming ao invés de FM?
  3. Algumas vezes a transmissão começa a repetir os últimos segundos ou minutos transmitidos. Por que isso ocorre e como resolver?
  4. Por que a Sens não transmite vídeos?
  5. Quanto a transmissão da Sens consome de dados?
  6. É possível ouvir a Sens off-line?
  7. É possível ouvir a Sens em movimento (carro, bike, transporte público)?
  8. Como eu ouço a Sens em dispositivos digitais (computadores, smartphones, tablets, etc)?
  9. Como eu ouço a Sens em dispositivos analógicos (rádios antigos, som do carro, em casa, etc)?
  10. Player nativo, player embed, apps ou sites de rádio, m3u, APP Sens? Qual escolher?
  11. Como instalar o APP da Sens no Android, IOS e Windows Phone?
  12. Como instalar o APP da Sens no Google Chrome?
  13. Por que há Sens 1, Sens 2, Sens 3 e Sens Eco?
  14. O que siginificam as siglas da transmissão da Sens?
  15. Por que não há notícias, música brasileira, clássica etc? Quais os critérios?
  16. Como é gerado o sinal da Sens e o playlist?
  17. Qual a origem do nome Sens?
  18. Outras dúvidas

 

  • O que é transmissão por streaming?

É a transmissão de áudio ou vídeo pela internet. No caso da Sens, o sinal é gerado com o mesmo carinho e cuidado que uma emissora convencional, artesanalmente, com mesa de som, microfones e aparelhos de reprodução. Mas ao invés do conteúdo gerado ser enviado a um transmissor de ondas eletromagnéticas, enviamos a um servidor de Streaming, que por sua vez envia o sinal aos mountpoints e shoutcasts.
A qualidade é de CD na transmissão de 128kpbs e de FM analógica na Eco, de 64kbps. O formato utilizado é o mp3, mas está em estudo a conversão para .ogg, que é de código aberto. Em qualquer formato ou qualidade a transmissão se dá sem interferências, o que ocorre muito no FM analógico.

   🔄


 

  • Por que a Sens utiliza streaming ao invés de FM?

Para fins legais, a Sens não é empresa de radiodifusão, é uma empresa prestadora de serviços para telecomunicações. Obviamente a estética, plástica e curadoria se assemelham à rádios, pois isso facilita o entendimento de nosso trabalho. Mas, até para manter a independência e caráter social, trabalhamos de forma voluntária. Transmitir pela internet é também uma forma de resistência.

Uma lida neste texto, pode mostrar com mais precisão os motivos pelos quais é impossível fazer rádio independente por concessões públicas e também manter o caráter social sem auferir lucro, como fazemos.

Update (03/2017): Há relatos de ao menos 2 retransmissões da Sens através de rádios livre via FM, na zona leste e oeste de São Paulo-SP e no interior. Essas retransmissões são independentes e não temos participação direta nelas. É sempre bom ressaltar que nosso planejamento é de longo prazo, sempre visando reforçar a transmissão pela web, bem como há limitações à radiodifusão no escopo de nosso CNPJ e CNAEs. Dúvidas, consultem nossa política.

   🔄


 

  • Algumas vezes a transmissão começa a repetir os últimos segundos ou minutos transmitidos. Por que isso ocorre e como resolver? E se houver problemas, como faço para saber se é na recepção ou na transmissão?

Basta um F5 se você estiver no browser, ou “Refresh Streamings” se estiver no APP.
O que acontece é que a transmissão por streaming de áudio ao vivo, trabalha com pacotes de dados. O sinal é gerado, convertido em dados, transmitido e recebido no outro ponto através desses pacotes. Mas, quando há alguma interrupção na conexão do ouvinte, se não houver refresh, por “defaut” os players nativos entendem que devem continuar funcionando e para isso, buscam o último pacote de dados válido, é o player buscando uma maneira de continuar trabalhando. Ressaltamos que isso ocorre pois utilizamos HTML5 em nossos players nativos, que é a tecnologia mais moderna em termos de transmissão ao vivo. Estamos estudando uma maneira de contornar isso, mas ressaltamos que esse problema não ocorre com arquivos de lista m3u ou m3u8.

Para testar se o problema é na sua recepção ou na nossa transmissão, o procedimento é mais ou menos da mesma maneira: acesse no seu player preferido pelos arquivos de lista m3u ou m3u8, no Radio Garden, no APP ou no Sens Eco (que é por Shoutcast, mais antigo porém bem estável). Se nenhuma das alternativas funcionar, o problema é na transmissão.

   🔄


 

  • Por que a Sens não transmite vídeos?

Desde o dia 01 de maio de 2017, estamos transmitindo alguns programas via Facebook Live. Estamos testando outras plataformas e horários.

   🔄


 

  • Quanto a transmissão da Sens consome de dados?

O consumo de dados de transmissão de áudio em geral é bem baixo comparado à transmissão de vídeos de serviços como Youtube ou Netflix. Nesse serviços de vídeos, 12 minutos (média de tempo dos blocos de músicas da Sens) podem consumir de 50 MB até 130 MB. Mesmo serviços de streaming de áudio como Spotify ou Deezer, jogam uma quantidade gigantesca de propaganda, além da coleta de todo tipo de dados do usuário (incluindo movimentos na tela), o consumo pode variar de 30% a 40% mais que streaming sem propagandas como o nosso (fora a mensalidades desses serviços).

Já na Sens:

  • Em AAC+ de 32kbps (qualidade equivalente a FM analógica), 12 minutos no Sens Eco consomem em média 2 MB.
  • Em AAC+ de 96 kbps (qualidade equivalente a DVD e TV Digital), 12 minutos no streaming principal da Sens consomem em média 9 MB.

Uma economia e tanto de dados e de dinheiro, pois aqui é tudo de graça!

   🔄


 

  • Eu consigo ouvir a Sens off-line?

Sim. Basta ir no Ondemand e baixar os arquivos disponíveis. Praticamente toda a programação da Sens é gravada e disponibilizada para Download. Daí é só baixar e por para tocar em seu tocador de mp3. A programação funciona como um quebra-cabeças, onde todas as peças se encaixam, mesmo em modo aleatório.

   🔄


 

  • É possível ouvir a Sens em movimento (bike, transporte público, automóvel)?

Sim. Baixando os blocos de material original da Sens do nosso Google Drive, dá pra ouvir inclusive sem internet.
Dentro da cidade de São Paulo, testamos o Sens 1 de 128kbps em diversos modais, com um aparelho Samsung Lite Fame antigo e uma conexão 3G Vivo da mais simples. Não houve interrupções na transmissão de bike, carro ou ônibus por mais de 15 km rodados, em diversos pontos da cidade. No metrô, algumas interrupções no sinal de internet foram detectadas em túneis, mas o restabelecimento foi rápido.
Agora para conexões ruins ou dispositivos antigos, oferecemos o Sens Eco (além de econômico, é no formato shoutcast, mais tradicional e portanto mais difundido).
Outra alternativa são os apps de busca de redes wi-fi livres. Testamos alguns e funcionaram bem, porém como não somos os desenvolvedores desses apps, não faremos recomendações. Uma busca na internet trás diversos tipos e opções. Em São Paulo há ainda os pontos de wi-fi livres.

   🔄


 

  • Como eu ouço a Sens em dispositivos digitais (computadores, smartphones, tablets, etc)?

Em computadores e notebooks mais modernos, o tipo de sistema operacionail não interferem muito. Para essas máquinas há três opções:

  • Abra o browser de sua preferência (recomendamos Firefox ou Chrome pelo suporte nativo ao HTML5), no site da Sens, você terá acesso automático ao nosso player principal Sens 1, no alto de todas as páginas. Basta dar play!

sitepr

 

listen

 

  • Baixe o arquivo m3u ou m3u8 e ouça a Sens no player de sua preferência (recomendamos o clássico winamp pelo suporte nativo a esses arquivos). Uma lista com todos os fluxos da Sens se abrirá. Ouça a rádio através deles, o player se conetará automaticamente ao fluxo de streaming sem passar pelo site, como mostra a imagem.

winamp

 

Em smartphones, tablets:

  1. Baixe e instale o APP da Sens em seu dispositivo. O APP para Andorid é leve, tem design clean e grande parte do processamento ocorre em nosso servidor, o que não sobrecarrega a memória do aparelho. Ele tem a função “continuous” nativa, onde mesmo minimizado, continuar a tocar o som e, por fim, um botão “atualizar” que recarrega os streamings sem precisar abrir e fechar o APP. Já o webapp funciona bem em IOS e Windows.
    APP para Android
    APP para Android

     

  2. Para ouvir pelo navegador ou player do smartphone ou tablet, siga os passos 2 e 3 das instruções para computadores.

   🔄


 

  • Como eu ouço a Sens em dispositivos analógicos ou de áudio com suporte digital (rádios antigos, modernos, som do carro, ambiente, etc)?

Digital para analógico:

Qualquer dispositivo digital pode ser conectado a qualquer dispositivo analógico através da saída de 3,5mm, a P2. A saída P2 é a saída de phone, que deve ser conectada à entrada aux/cd/tape do seu aparelho doméstico, através de um cado P2-RCA stereo.

Fonte: Mercado Livre

Para conectar a um som automotivo o processo é o mesmo. Saída de phne para entrada aux. Só que aqui se utiliza um cabo de 3,5mm para 3,5mm stereo.


Clique na imagem para ver um vídeo explicativo.
Clique na imagem para ver um vídeo explicativo.

 

Digital para digital:

A transmissão de rádios web de dispositivos digitais para digitais pode ser feita de diversas maneiras. A mais popular é o uso de dispositivos bluetooth.
Para aparelhos sem bluetooth nativo, testamos o EK201 (mas use o de sua preferência). Lembrando que muitos dispositivos bluetooth podem ser conectados à dispositivos analógicos.

Veja aqui e aqui, opções de adaptadores bluetooth para aparelhos analógicos.

Caixas de som bluetooth já vê prontas para essa transmissão de streaming de áudio. Testamos a JBL GO (mas use a de sua preferência).

jbl-go_38324534_28910541

Veja aqui aparelhos de som ambiente com bluetooth nativo. 

Veja aqui aparelho de com automotivo com bluetooth nativo.

Veja aqui painéis multimídia integrados nativos.

   🔄


 

  • Ondemand, player nativo, player embed, apps ou sites de rádio, m3u, APP Sens? Qual escolher?

O Ondemand/Podcasts oferece uma solução para ouvir a programação na hora em que você quiser, também off-line. Toda a programação da Sens é estruturada em blocos de 3 músicas com anúncio, desanúncio e uma conversa bem humorada com nossos ouvintes, tudo de graça. Os players nativos são em HTML5, suportados em praticamente todos os dispositivos hoje em dia. Os players embed funcionam melhor para dispositivos e browsers mais antigos, onde o HTML5 não funciona. Os APPs e sites de rádio transmitem o sinal sem passar pelo site da Sens, direto de nosso servidor de streaming.
Os arquivos m3u e m3u8 são para ouvir em players como Servestream, Winamp, Quicktime, Windows Media – oferece também de maneira compilada, todas as opções de transmissão da Sens.
Já o nosso APP é uma solução leve, design clean e com funções como “stand-alone” nativa, onde mesmo minimizado, continuar a tocar o som e continua a transmissão quando restabelecida uma conexão eventualmente perdida. Há ainda botão “refresh streamings” que recarregam os streamings sem precisar abrir e fechar o APP. Um aspecto interessante é que quase a totalidade do processamento roda em nossos servidores, utilizando muito pouco da memória RAM do smartphone. Já o webapp funciona bem em IOS e Windows Phone.
Vale ressaltar que novos apps estão sendo construídos e novas funcionalidades serão incorporadas.
Outra opção que pode ser considerada é simplesmente colocar um atalho para o site na página inicial do seu dispositivo. O site da Rádio Sens de São Paulo usa CMS para gerenciamento de conteúdo, mas quase toda a parte de programação é interna, feita por nós e, a prioridade número um é ser responsivo e abrir com perfeição em qualquer dispositivo e resolução de tela, tanto que cada alteração, mínima que seja, é testada em todos os tipos possíveis de acesso antes de ser aprovada.

   🔄


 

  • Como instalar o APP da Sens em Android?

O APP da Sens para Android já está disponível e pode ser instalada diretamente do nosso Google Drive:

  1. Vá até nossa home page através do seu navegador padrão:
  2. Role até onde está o selo do APP para Android (GET IT ON Google):

  3. Nossa página do Google Drive irá se abrir, como na tela abaixo. Clique em
    “Download”
  4. Outra tela se abrirá com o aviso padrão para APPs de fora do Google Play. Clique em “OK”:
  5. Outra aviso surgirá. Clique em ABRIR:
  6. O aviso padrão do Android para APPs de fora sa Play Store se abrirá. Clique em CONFIGURAÇÕES (apesar de não estar na loja oficial, a segurança do APP é atestada contra vírus e malwares pelo próprio Google Drive):
  7. A tela para liberar APPs externos surgirá. Vá em FONTES DESCONHECIDAS e habilite a opção.
  8. Habilite a caixa de diálogo na tela que surgirá.

  9. A partir deste ponto, a instalação segue da mesma forma que qualquer APP.
    Clique em INSTALAR.

  10. Aguarde a instalação ser concluída, após isso, clique em ABRIR:
  11. A tela de boas vindas do APP aparecerá. Clique em OK:
  12. Navegue pelo APP livremente. No final da tela, há instruções adicionais. A maior parte do processamento do APP roda em nossos servidores. Por isso, o consumo de memória do aparelho é mínima. Ele tem função stand-alone, ou seja, caso seja minimizado para o usuário realizar outras funções, o streaming escolhido continuará tocando. Lembrando que é possível navegar pelo site da Sens através do APP. Já para IOS ou Windows Phone, temos o nosso webapp, que roda em qualquer plataforma. Ele está na página inicial. Siga o passo a passo ao clicar no logo WEBAPP SENS.

   🔄


 

  • Como instalar o APP da Sens no Google Chrome?

A Sens compilou para Chrome o APP para Android. São iguais. Para instalar:

  1. Clique no logo abaixo:

  2. Siga as instruções do próprio Google Chrome para instalar como aplicação:

   🔄


 

  • Por que há Sens 1, Sens 2, Sens 3 e Sens Eco?

Sens 1: é nosso canal principal. Transmite programas especiais e músicas dos estilos: indie, alternativa, rock, eletrônica, pop e dance.

Sens 2: é nosso canal alternativo. Pode transmitir os mesmo programas da Sens 1 em horários alternativos e tem programação própria em horários esporádicos. Sempre é bom

Sens 3: é um canal alternativo. Ele entra em ação quando o Sens 1 ou Sens 2 estão com problemas. Serve também para transmissões ao vivo e futuramente terá outras destinações.

Sens Eco: Retransmite o conteúdo dos canais principais simultaneamente, porém, numa versão que consuma menos dados.

   🔄


 

  • O que siginificam as siglas da transmissão da Sens?

|Sens1| – Transmissão principal da Sens com qualidade de CD ou superior (ver: 128kbps).

|Sens2| – Transmissão alternativa da Sens. Também pode ser independente em caso de eventos especiais, entradas ao vivo e externas, etc.

|Sens3| – Transmissão eventual da Sens, para eventos especiais, entradas ao vivo e externas, etc.

|Sens1 Eco| – Retransmite com baixo consumo de dados, o sinal principal da Sens (ver: 64kbps).

|Sens2 Eco| – Retransmite com baixo consumo de dados, o sinal alternativo da Sens (ver: 64kbps).

|128kbps| – Encoder normal de mp3 da transmissão da Sens. A qualidade é comparável ao som de CD e muito maior que a FM convencional. Ideal para H+, 3G, 4G, Lan, Wi-Fi.

|64kbps| – Encoder econômico de mp3 da transmissão da Sens. A qualidade é bem acima de AM, comparável com rádios FM convencionais. Ideal para G, H, 2G.

|Icecast| – Padrão mais moderno de transmissão de streaming de áudio ao vivo, de código aberto.

|Shoutcast| – Padrão mais antigo de transmissão de streaming de áudio ao vivo, de código proprietário.

|Stereo| Transmissão stereo. Todos os streamings da Sens, mesmo os Eco, são stereo.

|Channel1| – Canal principal da Sens.

|Channel2| – Canal alternativo da Sens.

|OR| – Geração de sinal original de sinal da Sens.

|RD| – Geração de sinal redundante da Sens. Serve de alternativa quando o sinal original falha.

|24h| – Transmissão 24 horas por dia em standalone, ao vivo.

|VAR| – Transmissão variante, pode ou não ser 24h.

   🔄


 

Por que não há notícias, prestação de serviços, música brasileira, clássica, etc? Quais os critérios?

A Sens criou a identidade visual, sweepers, voiceovers, plástica, padronização e tecnicamente trabalha como uma plataforma de divulgação alternativa à estilos musicais e grupos sociais que não têm espaço no rádio FM, disponibilizando conteúdo online e offline. O conteúdo é gerado de forma colaborativa. O que há até o momento é curadoria musical para os estilos alternativo, indie, rock e pop, o suficiente para compor o canal Sens 1. Está em fase de implantação o canal Sens 2 – focado em notícias, prestação de serviços e música brasileira, já há em projeto mais dois canais: Sens 3 e Sens 4.

   🔄


 

  • Como é gerado o sinal da Sens e o playlist?

Temos no total 3 unidades de processamento diferentes, trabalhando 100% do tempo em rede e também com Team Viewer para acesso externo:

  • O computador principal e de backup se chama “Survivor”, ele não transmite, apenas gera sinal de áudio. Trabalha com 2 HDs onde ficam todos os arquivos da emissora. Nele há duas saídas de som independentes: uma para a música, outra para sweepers, bgs, efeitos, etc.
  • Há duas unidades de transmissão: o “Servant” e o “Stockpile”. O Servant não é stand-alone, ou seja, depende de um operador. Utilizamos ele para transmissões ao vivo e gravação no estúdio. O Stockpile é completamente stand-alone e pode ficar 24hrs por dia no ar. Ele é utilizado para a transmissão dos blocos musicais.

O playlist da Sens depende de uma conexão direta com uma fonte de dados. Essa fonte não pode ser gerada pelo nosso servidor principal, o “Servant”, já que este servidor tem que gerar um total de 5 fluxos de diferentes ao mesmo tempo (Sens 1 e 2, 1 e 2 Eco e Sens 3). A conexão de dados sai de um computador desktop mais potente, o “Survivor”, que trabalha em conjunto com a mesa de som. Acontece que por sermos pequeninos, a mesa de som é compartilhada entre as transmissões e as gravações, então, quando há gravações,  o “Survivor” é desviado e quem comanda a transmissão é o “Stockpile”, que compartilha os arquivos com o “Survivor”, mas transmite sem passar pelo “Servant”. A fonte de dados do playlist só pode ser alimentada pelo “Survivor”,  e pelo “Stockpile”.

   🔄


 

  • O nome Sens inicialmente foi escolhido (provavelmente entre 2007/2008) como um jogo de palavras resultante da contração de “sensacional” e “sensações” , que remete às músicas sensacionais e que causam boas sensações em nós. Sens em francês tem diversos significados como “sentido, pensamento, opinião”. Esses significados vão ao encontro de nossa filosofia e por isso incorporamos prontamente ao significado original, logo nos primeiros meses.

   🔄


 

  • Se você tem outras dúvidas entre em contato com a gente. A FAQ é atualizada a cada dúvida dos ouvintes.
    Esta sessão destina-se aos ouvintes e público em geral. Aos colaboradores e produtores de conteúdo, recomendamos que leiam nossa política, se ainda assim restar dúvidas, entrem em contato.
    Última atualização da FAQ: 07/04/2017, por: Equipe Rádio Sens.

   🔄