O apagão

Dia 06/02/2017, a Sens sofreu seu primeiro apagão. Para uma plataforma que estreou em 10/2017 de forma experimental, só passou a transmitir 24hrs por dia em 01/2017 e, ainda não cumpriu todo o cronograma de implantação, até que demorou hehehehehe.

Mesmo assim, isso nos preocupou bastante, principalmente ser um dia em que estávamos com uma quantidade significativa de novos ouvintes, se somando aos que já estão com a gente neste pouco tempo de operação. Fomos atrás do que ocasionou o fato e da busca por soluções. Mas primeiramente, vamos explicar como funciona a estrutura de TI da emissora:
– O site fica hospedado num host web simples, mas que nunca havia dado problema.
– Os fluxos de streaming são em servidores diferentes, especializados em streaming, que dificilmente dão problema.
– Por sabermos que o servidor do site não oferece bandwitch e espaço de armazenamento abundantes, funções que saem do CMS, que requisitam a todo instante informações ao servidor, ou scripts em PHP, JS e MYSQL programados por nós, são hospedados em outras contas no próprio host ou serviços de cloud como Google Drive.

Essa solução nos permite com um custo baixo, distribuir as funções da rádio, liberando o site para ser apenas plataforma visual e de textos, totalmente responsiva. Portanto se cair o site, não cai os streamings e não cai applets criados por nós (playlist, o que está tocando, etc).

O que aconteceu neste dia foi que a forte chuva atrapalhou nossos planos, prejudicando muito as conexões de internet. O servidor de streaming pelo qual opera o Sens 2, caiu devido à instabilidade de energia dentro da universidade onde está localizado. O plugin de chat, que não havia sido testado com um fluxo maior de participantes, consume muito bandwidth (problema da própria engine dele) e isso derrubou o site.

Reiniciamos todas as conexões de internet dos dois estúdios, direcionamos o chat para um servidor externo próprio para isso, chamando-o através de um iframe pelo CMS, mas rodando em uma página fora do CMS. Tão logo houve condoições, os servidores foram reiniciados e tudo voltou ao normal. Para as próximas semanas, separaremos o APP para android que está rodando na mesma raiz do site, para se este cair (mesmo agora sendo difícil) não cair o APP. Os players HTML5 em single page (Sens 1, Sens 2, Sens 3) também passarão a rodar em outro servidor. Com isso, seremos a emissora online com mais opções de transmissão e recepção, para tudo sempre ficar online 24×7.

Está prevista a migração de todos os serviços: host, site, blog, CMS, APP, applets, Drive, Podcasts, e o principal: os mountpoints icecast, para um único servidor dedicado, possibilitando inclusive, a abertura de mountpoints para terceiros. O projeto e conhecimento técnico para execução já há, o que falta é apenas conseguir cobrir as despesas para essa operação, que entre conexão, servidor, espaço de armazenamento e bandwidth, nos custará em torno de R$ 190,00 por mês. Não parece muito, mas é um custo que não podemos arcar no momento. Mas estamos entusiasmados com as mudanças para aumentar a reliabilidade e robustez do sistema atual, que agora pode comportar até 3000 ouvintes por hora, participando, sem grandes problemas.

Agradecemos a compreensão e pedimos desculpas pelo ocorrido.


Also published on Medium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *